O que é Conforto Ambiental e qual sua importância na educação.

Quando tratamos do processo de aprendizado do aluno, são muitos os fatores que influenciam a assimilação de conteúdo, um dos principais é o Conforto Ambiental. Esse não pode ser ignorado durante o desenvolvimento do projeto de uma instituição educacional.

Mas, afinal, do que se trata o Conforto Ambiental? Ele consiste em não somente priorizar a estética, mas também, proporcionar boas condições ambientais para podermos realizar nossas atividades. Nele, englobamos o conforto acústico, térmico e visual do espaço. 

Agora que sabemos com mais clareza do que se trata, vamos mostrar a sua importância na escola, bem como os erros mais comuns e possíveis melhorias.

Tipos de Conforto Ambiental

Conforto térmico

O calor ou frio excessivo pode atrapalhar o aprendizado e desempenho dos alunos por isso, devemos nos atentar com os materiais aplicados e mobiliário escolhidos, assim como na localização dos ambientes no edifício escolar.

Vale ressaltar, contudo, que atingir o conforto térmico é relativo; esse estado de satisfação depende de combinações metabólicas, psicológicas e físicas e varia de pessoa para pessoa. Assim, como arquitetos, tentamos minimizar essas variáveis e projetar espaços que priorizem tanto o usuário quanto às condições climáticas do local onde a escola está inserida.

Conforto visual ou lumínico

É fato que as instituições precisam ter uma boa iluminação natural e artificial em todos os seus ambientes.

Tanto em excesso como em pouca quantidade, a pobre qualidade lumínica pode prejudicar o aprendizado, desviando o foco dos alunos e tornando a escrita e leitura mais difíceis. Por isso, ao projetar uma sala de aula, por exemplo, sempre nos atentamos à quantidade de luz natural que adentrará o ambiente e a harmonia com a iluminação artificial. O projeto para a iluminação artificial pode ser feito de diversas maneiras; abaixo, temos 2 exemplos que incorporaram com a temática das salas.

Salas Ambiente de ciências e matemática

Sala Ambiente de linguagens

Quando pensamos na iluminação natural, precisamos considerar a posição das aberturas das janelas. Se o ambiente estiver na direção leste, por exemplo, os alunos acabam recebendo diretamente os raios solares na parte da manhã, podendo atrapalhar o desenvolvimento das atividades e a leitura da lousa. Nesses casos, utilizamos brises para barrar um pouco da iluminação direta e também pensamos a posição do mobiliário (carteiras e lousa).

Fachada com brises

No caso dessa fachada, utilizamos brises tanto articulados como fixos. Isso porque nas áreas de sala de aula ou salas administrativas, os articulados permitem a regulagem para entrar mais ou menos luz. Já os fixos, ficam em áreas de quadra, por exemplo, pois não precisam ser regulados com frequência.

Conforto acústico

Já o conforto acústico diz respeito aos sons externos (que podem adentrar o ambiente escolar) e a reverberação do som no ambiente. Quando escolhemos os materiais que serão usados nas salas de aula, precisamos avaliar a necessidade de isolamento acústico, não somente nas salas de música e teatros, mas nas de aula também.

Sala de música com isolamento acústico

Por isso, é importante analisar as atividades que serão realizadas ali. Ademais, construir a acústica adequada, faz com que o ambiente fique mais calmo, proporciona bem-estar e previne problemas de saúde relacionados à audição. Quando os edifícios não são tratados acusticamente, podem produzir reverberação sonora, dificultando a inteligibilidade e comunicação em um ambiente.

Uma sala de aula sem adequação acústica torna-se um local difícil para a produção de tarefas de professores e alunos.

Conforto ambiental e sustentabilidade

A sustentabilidade da construção e o conforto ambiental andam paralelamente: muitos gestores que investem em um edifício saudável, apostam em uma edificação mais acolhedora, com conforto e benefícios estruturais e também veem a necessidade de optar por matérias sustentáveis.

Investir em conforto é investir nos alunos

Todo projeto tem a sua particularidade e os seus desafios. Desenvolver soluções para o conforto acústico da instituição é um processo bastante relevante, já que cada vez mais os pais procuram escolas que pensem nos alunos, que se colocam a disposição e oferecem o melhor que uma instituição de educação tem para oferecer.

Contudo, faz-se necessário que todos os envolvidos com o projeto estejam com seus objetivos alinhados, além de ter um controle de orçamento e cronograma. Mais ainda, é preciso conciliar os aspectos técnicos construtivos com a proposta pedagógica da escola e a finalidade das modificações. Em alguns casos, por exemplo, brises serão desenhados nas janelas; em outros, novos pontos de luz serão acrescentados. Tudo depende do programa de necessidades da instituição.

Os comentários estão fechados.