Projeto de Escola em Ribeirão Preto

Category
Projetos Escolares
About This Project

Começar um projeto do zero é sempre muito bom. Principalmente quando este projeto significa o início de uma marca e o desenvolvimento de um conceito dentro do mercado de educação.
O foco aqui era a definição da identidade arquitetônica da escola. Como seria o dimensionamento dos espaços, quais as cores, qual o tipo de público, qual a comunicação visual, quais os ambientes para cada faixa etária… a concepção da arquitetura totalmente conectada ao “branding” da marca.
O trabalho foi desenvolvido por uma equipe interdisciplinar composta por nós do Ateliê, pelo departamento pedagógico da escola e pelo departamento de marketing.
Assim, em conjunto, foi definido o programa de uma escola que atenderá a crianças desde o berçário até o ensino fundamental I com práticas embasadas no desenvolvimento da inteligência emocional.
Todos os ambientes foram pensados com espaços generosos e que tivessem ligação direta com a área externa do terreno. O contato com os jardins, parques e pátios externos foi uma das premissas da concepção. Assim estas áreas serão compostas por vegetação diversa, criação de espelhos e cursos de água, horta e brinquedos que se integrem ao verde.
A valorização da autonomia do aluno é outra característica da escola Auge, e uma forma de incentivar a criança a se expressar e entender o seu lugar no mundo é através das artes. A expressão artística tem espaços de destaque na escola como a sala de artes e a biblioteca que se apresentam como mutantes e flexíveis, adaptáveis a diferentes atividades.
O modelo criado para a escola deverá ser replicado em módulos maiores ou menores em função dos terrenos que forem encontrados nas cidades de implantação. Baseado nisso optamos por uma planta desenvolvida em módulos, o que facilita bastante esta adaptação a diferentes tipos de locações e permite a adequação em função da insolação, acessos e topografia de cada um dos imóveis.
Por se tratar de um trabalho conceitual e que poderá ser replicado por todo o país foi preciso muito critério na escolha de materiais. Pensamos em acabamentos que pudessem ser encontrados nas principais cidades do Brasil e que houvesse facilidade de transporte.
A marcenaria, um diferencial no projeto, poderá ser executada por produtores locais com base no padrão desenvolvido pela equipe do Ateliê.
Um outro ponto relevante no projeto foi a opção por grandes vãos que privilegiassem a ventilação e a iluminação naturais. Para garantir o conforto térmico e acústico deverá ser feita a simulação do desempenho do edifício durante as diferentes estações do ano em cada região em que a escola for implantada.
Num país como o Brasil, com dimensões continentais, é impossível estabelecer uma única solução como sendo válida para qualquer clima. Adaptações e soluções pensadas para cada região são fundamentais e fazem parte do conceito do projeto.
Falando um pouco das salas de aula, elas privilegiam o trabalho em grupos e a interação entre os alunos. Todo o mobiliário escolhido permite diferentes configurações de layout, não há monotonia e os professores terão muita liberdade durante a execução das atividades pedagógicas.
Numa escola com a Auge a sala de aula é mais um dos ambientes que oferece aprendizado, mas não o único.
O estímulo à criatividade acontece em todos os espaços da instituição. Os alunos poderão fazer novas descobertas e atividades diversas ambientes, todos com soluções que estimulam a criatividade e a resolução de problemas.
Sempre unimos o projeto à proposta pedagógica da escola colocando à arquitetura a favor do aprendizado. O espaço da escola influencia diretamente no desempenho dos alunos e se a pedagogia e arquitetura andam juntos, tudo fica muito mais fácil.