Um projeto de arquitetura escolar só termina com a obra concluída

Um projeto de arquitetura escolar só termina com a obra concluída

O Ateliê Urbano não nasceu como um escritório que faz projetos de arquitetura escolar, isso foi acontecendo com o passar do tempo.

Hoje temos certeza de que as escolhas que nos trouxeram até aqui foram mais do que acertadas e sabemos também que unir arquitetura e educação em projetos de arquitetura escolar é a nossa missão. Muitos dos projetos para escolas que já executamos estão no nosso site, mas lá não colocamos a história detalhada de cada projeto já que optamos por ter um canal de divulgação mais leve e fácil de navegar.

Ficamos pensando que seria bacana pegar um desses projetos e mostrar como foi todo o processo, desde a criação até a implantação final.

Quem nunca contratou um arquiteto pode ficar um pouco perdido e não entender como é o caminho que começa no primeiro croqui e só acaba na entrega da obra. Que tal saber como tudo isso acontece?

Leia este post até o fim e veja como é este processo de transformação, mesmo com todos os seus perrengues!

O projeto de arquitetura escolar que escolhemos foi o projeto de um berçário que fizemos aqui em São Paulo e que nos deixou muito felizes com o resultado final.

projeto

Como tudo começou?

As gestoras nos encontraram pela internet, entraram em contato e então marcamos a primeira reunião.

Neste primeiro encontro elas nos contaram a história da escola, disseram onde seria o novo berçário e porque queriam abri-lo. Entendemos qual era ideia e como o Ateliê poderia ajudar, além das necessidades que precisavam ser supridas com esse projeto.

Muitas vezes nesta primeira conversa algumas ideias já aparecem e anotamos tudo que vai sendo falado.

Elaboração da proposta comercial

Com todos os dados em mãos elaboramos 3 documentos.

O primeiro deles é o briefing do projeto, ou seja, um documento em que colocamos todas as informações coletadas em reunião, as nossas impressões, o conceito que será a dotado no projeto e o que será entregue.

O segundo documento é a proposta para o projeto do berçário. Nela descrevemos quais serão as etapas do projeto, o prazo e o valor para a elaboração de cada uma delas e o que as gestoras receberiam em cada uma destas fases.

Finalmente temos a proposta de acompanhamento de obra, onde explicamos como funciona o trabalho de gerenciamento de obras feito pela nossa equipe e o valor para isso.

Todos estes documentos servem para que o cliente entenda o que ele está comprando, detalhamos ao máximo o que entregaremos e assim todo o processo de contratação é muito transparente.

Apresentação da proposta comercial

Numa segunda reunião nós apresentamos às gestoras a nossa proposta de valor e fechamos o contrato.

Foi muito bom saber que o que propusemos estava totalmente de acordo com o que elas precisavam, mas isso só aconteceu porque OUVIMOS o que elas tinham a nos dizer e soubemos realizar o que estava sendo requisitado.

E assim começamos a parte mais empolgante: o projeto de arquitetura escolar.

Primeiros passos do projeto do berçário

O grande desafio do projeto foi transformar o prédio desativado de uma antiga fábrica de bolsas em um berçário.

Começamos fazendo o levantamento físico e fotográfico do local. Mesmo quando nos são fornecidas plantas do imóvel, nós executamos a medição de todo o prédio. Assim garantimos que todos o projeto será feito com medidas reais! Isso é fundamental.

Em cima das informações que coletamos no local começamos a elaboração do que chamamos de ANTEPROJETO.

Esta é a fase do projeto de arquitetura escolar que consideramos a mais importante, é nela que surge a “alma” do projeto. Neste momento definimos o conceito do projeto de arquitetura escolar, as cores, os móveis, a fachada.

Apresentamos às gestoras as possibilidades de layout e as imagens de como a escola ficaria após as obras. Depois decidimos juntas as alterações e, após a revisão final, o berçário já tinha a sua cara.

Quanto vai custar a obra?

Com o ANTEPROJETO em mãos fizemos um pré-orçamento de obra: uma estimativa de qual seria o valor de investimento a ser feitor na reforma.

De posse deste valor decidimos alterar alguns acabamentos para que o projeto se adequasse ao investimento disponível. Tudo decidido, passamos ao projeto executivo e detalhamento do projeto do berçário.

Projeto executivo e detalhamento

Esta é a fase em que desenvolvemos os desenhos que vão para a obra. Neles indicamos todos os acabamentos que decidimos em conjunto com as gestoras: pisos, luminárias, louças e metais para os sanitários, móveis, etc.

Estes desenhos garantem que a obra aconteça com o mínimo de problemas e dúvidas, agiliza a construção e gera economia de tempo e dinheiro.

Por se tratar de um edifício antigo foi necessário contratar um engenheiro especializado e que fez os projetos de hidráulica e elétrica, inclusive uma nova entrada de energia.

Nesta etapa também fizemos o que chamamos de “compatibilização de projetos”. Isso significa que pegamos o projeto feito pelo engenheiro e colocamos no nosso projeto de arquitetura escolar. Somente depois de que tudo é conferido que todo o pacote é liberado para a execução.

Escolha da equipe de obra

O primeiro passo foi fazer o orçamento da obra. Foram chamadas três equipes que fizeram a visita ao local, receberam todo o pacote de projetos e entregaram suas propostas de execução de obra.

Nós acompanhamos estas equipes nas visitas, tiramos todas as dúvidas e recebemos os orçamentos. Depois conferimos tudo e depois fizemos uma reunião com as gestoras para apresentar cada uma das propostas.

A decisão final foi das diretoras. Elas analisaram a empresa que oferecia o melhor pacote e decidiram qual equipe faria o trabalho.

Começando a transformação

E então passamos para a hora mais esperada: o início do quebra-quebra.

O nosso papel durante a obra foi de fazer o gerenciamento. O que isso significa?

Nós fomos responsáveis por fiscalizar a execução dos trabalhos; fazer o orçamento de materiais; organizar a entrega e a troca dos mesmos, caso necessário; visitar fornecedores com as gestoras e cuidar de toda a parte burocrática da obra (cronograma de obra, planilha de pagamentos, comparativos de fornecedores, etc).

Fazer uma obra é sempre um grande aprendizado e uma grande satisfação. É acompanhar a transformação do espaço e administrar uma série de sentimentos que vão surgindo durante o processo: empolgação, frustração, insegurança, raiva…rs.

É uma montanha russa que adoramos.

E sempre dá tudo certo?

Neste projeto de arquitetura escolar tivemos gestoras que ajudaram muito. Tanto no processo de criação, quanto na execução do projeto. Participaram, mostraram o que gostavam e o que não gostavam, foram muito claras quando o assunto era o valor disponível para o investimento.

O que sempre acontece numa reforma são algumas surpresas que precisamos contornar.

Um belo dia chegamos à obra e descobrimos que havia um tanque de água subterrâneo exatamente no local em que plantaríamos uma árvore no pátio. Na verdade o tanque ocupava praticamente todo o pátio. Tivemos que fazer um canteiro mais alto para plantar a árvore.

Descobrimos também que o telhado tinha problemas e foi necessária a troca de todas as telhas. Esse foi um gasto extra que não estava previsto, mas que foi negociado com o proprietário do imóvel.

Um dos fornecedores atrasou muito a entrega de algumas peças e isso quase acabou com o nosso prazo de entrega. Decidimos então inverter a ordem de alguns serviços para que a obra estivesse pronta na data estipulada.

Imprevistos aconteceram, mas o importante foi a presença da nossa equipe na obra para a resolução rápida dos problemas que foram surgindo. Como disse no começo deste post, a transparência é um valor do qual não abrimos mão. Tudo o que acontece durante uma obra deve ser mostrado ao cliente. O nosso compromisso é com ele e por isso levamos tão a sério o envolvimento dele em todas as fases.

Encerramento do projeto de arquitetura escolar

Depois de 4 meses de muito trabalho, o berçário estava concluído. Foi lindo ver mais uma obra terminada! Um espaço que atendeu totalmente às expectativas e que deixou nossas clientes muito felizes.

Hoje o berçário está funcionando e é um sucesso na região! Virou uma referência no bairro e está em franco crescimento. Temos muito a agradecer à estas queridas gestoras que confiaram o seu negócio ao Ateliê e acreditaram que poderíamos fazer um trabalho especial. Projeto de arquitetura escolar é a nossa principal motivação! Se você também quiser conhecer o nosso processo de trabalho, vamos conversar?

Mande um email para o atelieurbano@atelieurbano.com.br ! Ou entre em contato por telefone no 1138723701

Nos conte a sua história! Será um prazer ajudar no seu negócio.

Até a próxima!

Ateliê Urbano
atelieurbano@atelieurbano.com.br

Unir criatividade, técnica e inovação em seus projetos é o sonho de todo arquiteto, e quando o Ateliê Urbano nasceu em 2003 era esse o nosso objetivo. Hoje nos sentimos realizadas em ver que nosso trabalho nos fez conseguir algo ainda maior do que o objetivo inicial. Hoje realizamos sonhos.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.